quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Quando acaba a inocência?

Quando descobrimos que não existe a terra do nunca...
Quando não encontramos ninguém que use sapatos de cristal...
Quando verificamos que por vezes é difícil viver com um homem quanto mais com sete...
Quando constatamos que não é preciso ver nenhum nariz a crescer para encontrar a mentira...
Quando muitos dos "príncipes" afinal são uns monstros...
Quando desejamos muitas vezes nunca acordar de um sono profundo...
Quando vemos que não existe quem roube aos ricos para nos dar se necessitarmos...
Quando percebemos que não existem lâmpadas mágicas...
Quando a nossa vida é pior que uma selva...
Quando observamos o vagabundo a deixara a sua dama...

... Afinal as histórias que nos contam nem sempre nos mostram a realidade!!!
Aí sim nós vemos como é difícil crescer, fechar os livros das nossas histórias, guardá-los e simplesmente seguir em frente...

1 comentário:

aleB disse...

A inocência pode acabar aí... Mas não necessita de terminar de forma amargurada nem matar a ingenuidade!
Alguém um dia me disse: "Você é muito naif, mas... nunca deixe de o ser!" E desde então, tenho encontrado um mundo de situações em que ser naif, embora por vezes mais doloroso, é sem sombra de dúvida muito gratificante!
E continuo a adorar Contos de Fada e estórias em que "o príncipe e a princesa vivem felizes para sempre"!
Bjus
B